Segunda-feira, 9 de Outubro de 2006

Poesia Escolhida II

 Teus Olhos entristecem

Teus olhos entristecem.
Nem ouves o que digo.
Dormem, sonham esquecem...
Não me ouves, e prossigo.
Digo o que já, de triste,
Te disse tanta vez...
Creio que nunca o ouviste
De tão tua que és.

Olhas-me de repente
De um distante impreciso
Com um olhar ausente.
Começas um sorriso.

Continuo a falar.
Continuas ouvindo
O que estás a pensar,
Já quase não sorrindo.

Até que neste ocioso
Sumir da tarde fútil,
Se esfolha silencioso
O teu sorriso inútil.

                        Fernando Pessoa

Sinto-me: Cada vez mais louco
Pensamento: Há dias em que me apetece...
Autor mariogoncalves às 00:47

Link do post | comentar | favorito
|

.Quem sou eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Artigos

. Poesia Escolhida III

. Poesia Escolhida II

. Mostrar o Pau com que se ...

. Auto-estima a 100 à hora

. Ao ex colega desconhecido

. Poesia Escolhida I

. Na Rota da Europa 2

. Na Rota da Europa

. Aprender com os êxitos do...

. Rosa murcha terá de levar...

.Arquivos

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.Tags

. todas as tags

.Favoritos

. História da Caça em Samor...

.Links

.Visitas

PisosBuscadorBajar ManualesAnunciosLibros Ciencia